Deixe um comentário

Resultado das eleições 2014

Definido o resultado das eleições é hora de fazermos algumas reflexões acerca do comportamento da classe política.

Dos dez vereadores que concorreram a cargos legislativos em instâncias superiores apenas dois conseguiram se eleger. O desempenho dos vereadores é apresentado a seguir.

Deputado federal (70 vagas):

  • Roberto Alves (PRB) – eleito, 34º com 130.516 votos
  • Luiz Lauro Filho (PSB) – eleito, 49º com 105.247 votos

Deputado estadual (94 vagas)

  • Rafa Zimbaldi (PP) – não eleito, 131º com 38.885 votos
  • Campos Filho (DEM) – não eleito, 133º com 37.105 votos
  • Paulo Búfalo (PSOL) – não eleito, 230º com 15.583 votos
  • Cidão Santos (PROS) – não eleito, 274º com 11.528 votos
  • Luiz Carlos Rossini (PV) – não eleito, 276º com 11.377 votos
  • Edison Ribeiro (PSL) – não eleito, 379º com 5.698 votos
  • Neusa do São João (PSD) – não eleito, 435º com 4.355 votos
  • Carmo Luiz (PSC) – desistiu da candidatura

Dentre os eleitos o mais votado foi Roberto Alves que já exerceu os cargos de deputado estadual e federal em 2002 e 2006, respectivamente, quando sua base eleitoral era São José dos Campos. Ao mudar-se para Campinas e exercer o cargo de vereador era natural e esperado que sua base de apoio aumentasse e se fortalecesse ainda mais, justificando a votação expressiva de 130 mil votos.

Se Roberto Alves já era um político conhecido desde 2002 o que dizer então do desempenho de Luiz Lauro Filho que, a despeito de seu primeiro mandato como vereador, fez a atuação de políticos experientes como Campos Filho (4 mandatos), Rafa Zimbaldi (3 mandatos), Luiz Carlos Rossini (4 mandatos) e Paulo Bufalo (3 mandatos) parecer a de simples amadores na arte de fazer política?

Antes de mais nada eleição é marketing e talvez o apoio da máquina pública como cabo eleitoral (Luiz Lauro Filho é sobrinho do prefeito Jonas Donizete) tenha sido determinante na decisão.

Se por um lado Campinas livra-se de um político que textualmente defende a omissão de informações (ver o artigo O vereador 171 que omite informações) por outro lado Luiz Lauro Filho sai fortalecido para no futuro credenciar-se como candidato a prefeito, a exemplo de seu tio, o atual prefeito, e antes disso seu pai, candidato na década de 1990.

Quanto aos derrotados, guardem esses nomes, caro eleitor, e dê a resposta nas urnas em 2016 aos alpinistas da hierarquia política que, mesmo não tendo concluído seus mandatos de vereadores, tentaram estender os benefícios da carreira política por mais dois anos e saltar de um salário de R$7.941,68 para R$ 20.042,34 (mais verba de gabinete de R$ 94,8 mil reais).

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: