Deixe um comentário

Pelo fim da remuneração dos Vereadores

“Ser político não é profissão. É encargo. Encargo passageiro de quem se comprometeu a servir ao próximo, a representar a vontade popular” e trabalhar firme para o desenvolvimento socioeconômico e político do nosso município.

Entendo que todo vereador deveria ter a sua profissão, ou pelo menos garantidos os seus meios de subsistência, o que lhe daria maior independência na sua atuação parlamentar, sem a necessidade de subserviência ao poder executivo.

Foram gastos R$ 3,6 milhões em 2013, apenas com subsídios e Previdência Social.

O Legislativo produz basicamente nomes de rua, votos de pesar, títulos de cidadão e homenagens por atacado, que desperdício de dinheiro público.  Daria para cortar o número deles pela metade.

A principal atribuição do vereador, é analisar e julgar as contas do Prefeito e da Câmara.

Será que eles estão fiscalizando ?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: