1 Comentário

Assessor indicado pelo vereador Antonio Flôres é preso por estupro

O artigo a seguir foi originalmente publicado no Blog da Rose.

Assessor é preso por estupro

A Polícia Militar (PM) prendeu ontem um assessor, que trabalha na  Administração Regional 13, por estupro.

Rubisvan Petronilio da Silva, contratado como assessor da Prefeitura de Campinas em 08 de fevereiro deste ano, foi indicado para o cargo pelo vereador Antonio Flôres (PSB), que integra a base de governo de Jonas Donizette (PSB). O preso era pastor de uma igreja evangélica no Jardim Satélite Irís I. Nas eleições de 2008, Rubisvan foi candidato a vereador.

De acordo com a PM, uma jovem pediu ajuda ao policiamento após Rubisvan ter ido até o seu local de trabalho. Ela estava com o portão trancado e o acusado chegou em uma moto preta para entrar no prédio. No entanto, ela não abriu o portão porque havia a notícia no bairro de que um homem com características do acusado e da moto estaria abordando as mulheres.

A PM informou que ela se aproximou do portão, quando Rubisvan teria mostrado o pênis à jovem. Ela então fotografou o acusado cometendo tal delito para ter uma prova do ato criminoso. Além disso, o namorado de Gabriela anotou a placa da moto. Com isso, a PM fez um levantamento e encontrou o dono, que era um primo do acusado. Ele informou que havia emprestado o veículo para Rubisvan.

O homem foi preso em casa e estava com outra roupa. Porém, na residência a polícia encontrou a roupa que estava registrada na foto.

A PM encontrou outras mulheres que teriam sido vítimas do assédio do pastor.

Na delegacia, o acusado admitiu os crimes. Disse que era uma fraqueza. Ele foi autuado em flagrante por estupro e recolhido na cadeia anexa ao 2ª Distrito Policial.

Outro lado

O vereador disse que Rubisvan trabalhou em sua campanha na eleição do ano passado. “Eu estou tão surpreso quanto todo mundo. Ele era um homem casado, o seu sogro é pastor. Ele também era pastor. Lamento muito tudo o que está acontecendo”, disse Flôres.

Em nota oficial, a Prefeitura de Campinas informou que exonerou o servidor comissionado na tarde desta quinta-feira. De acordo com a Administração, a medida foi tomada após informações sobre o episódio que resultou na prisão dele. Até então não havia nada que desabonasse a atuação do funcionário. O salário girava em torno de R$ 4,5 mil.

Anúncios

One comment on “Assessor indicado pelo vereador Antonio Flôres é preso por estupro

  1. […] enviado ao vereador Antonio Flôres referente ao projeto de lei “Telhado Verde” bem como a prisão por estupro de um assessor da Prefeitura indicado pelo próprio […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: